Mas afinal, por que você deve pensar como um empreendedor?

mentalidade-empreendedora
mentalidade-empreendedora

Para quem está realmente comprometido em elevar a sua carreira e principalmente a sua vida a um nível máximo, nada é mais poderoso do que aprender a pensar e agir como um empreendedor.

Primeiro, é interessante esclarecer que para assumir uma mentalidade empreendedora você não precisa estar necessariamente envolvido em alguma atividade empresarial ou muito menos em uma iniciativa profissional independente…

Não importa se a sua missão seja profissional, financeira, emocional, física ou qualquer outra coisa que você esteja objetivando…

Ser um empreendedor está muito mais ligado ao seu estado comportamental do que simplesmente à sua habilidade negocial, de gestão, de inovação ou de qualquer outro termo que possa remeter ao mundo dos negócios.

Pensar e agir como um empreendedor é simplesmente estar comprometido com um objetivo, com um destino, com um propósito de vida, ou melhor, é estar comprometido com você mesmo, pois sua carreira, seus resultados e sua evolução são de sua única e total responsabilidade…

Ou seja, ser um empreendedor é de fato conduzir as suas escolhas para que elas te levem a exatamente onde você quer chegar, ou melhor, que te levem a ser quem você realmente quer ser…

Entende?

Ter uma postura empreendedora envolve ter comprometimento com um todo e não apenas com o que compete a você ou com o que pode chegar a te afetar individualmente…

É assumir responsabilidades e ir ao encontro das adversidades, resolvê-las e ter a certeza de que está se fortalecendo e se desenvolvendo à superação de cada uma delas.

É sempre estar em busca de soluções mais eficientes, mais eficazes e de melhores resultados.

Porém, também é ter a consciência de que apesar de saber que seus resultados estão diretamente ligados à intensidade do seus esforços, algumas vezes, independente do quanto você se dedicou a essa causa, estes resultados podem não aparecer no tempo ou na maneira em que se espera…

E por isso é extremamente importante estar mentalmente fortalecido para quaisquer possíveis frustrações que possam vir a surgir e o induzir a adiar ou até desistir dos seus objetivos…

Logo, entender que você inevitavelmente estará imerso a um inconstante processo de erros e acertos é essencial para que você cresça e compreenda que tudo faz parte de um infinito ciclo de aprendizagem e de autodesenvolvimento…

Sabendo disso, o grande trunfo de estar 100% conectado com essa mentalidade, é a capacidade desta te tirar da inércia, de te fazer perder o medo de testar, de experimentar, de falhar, de recomeçar e de mudar completamente de rota, caso seja necessário…

E é aí que vem o ”X” da questão.

Nada é mais libertador do que ter a certeza, por experiência própria, de qual caminho não seguir, de ter a clareza do que você não quer ser, ou melhor, do que não fazer

Independente de qual seja o seu caminho, o importante é estar consciente de suas escolhas, seja como empregado, como empresário, como funcionário público ou como profissional de carreira independente…

O que sempre mais vai importar é o impacto da transformação em que você está envolvido, do quanto valor será gerado para cada uma das pessoas que serão impactadas pela sua transformação…

É isso o que te diferencia dos demais, o que o faz ser apaixonado pela sua profissão, e o que te leva a um outro nível de produtividade, resultados e realização…

Ser apaixonado pelo o que se faz é inexplicavelmente maravilhoso e o que te motiva a estar 100% conectado 24 horas por dia e 7 dias por semana por apenas uma única razão: estar comprometido com o seu propósito e com os resultados que são gerados por ele.

Porém, encontrar o que te faz brilhar os olhos e chegar ao estado da arte as vezes não é tão simples, principalmente porque para tudo isso fluir e realmente fazer sentido, é preciso que tudo se encaixe em três fatores combinados:

(a) você gostar do que se faz;

(b) você ser bom no que se faz;

(c) você ser proporcionalmente recompensado por isso;

E na minha humilde opinião, essa é literalmente a tríade do sucesso e da realização profissional.

Se você tem isso, nada mais importa, concorda?

Com isso, chegamos a segunda parte da nossa reflexão…

Ser protagonista ou coadjuvante?

Siga em frente e…

Reflita, reflita e reflita!

Um grande abraço!

Vamos além? Inscreva-se e receba conteúdos exclusivos sobre como utilizar o Marketing de conteúdo para atrair e conquistar os seus primeiros clientes!

Insira o seu e-mail abaixo e receba atualizações EXCLUSIVAS sobre Marketing de conteúdo para profissionais liberais em início de de carreira>