Produtividade concurseira, por que ela é tão poderosa?

produtividade-concurseira
produtividade-concurseira

Você já parou para pensar porque os concursos públicos atraem tanta gente?

E já se perguntou como estes conseguem enfrentar horas e horas de estudos sem perder a qualidade e a regularidade?

Um dia me questionei sobre isso e resolvi esmiuçar o porque que tantas pessoas seguem esse caminho e como elas conseguem empregar um grau de dedicação tão alto em suas jornadas de estudo, enfrentando regularmente de 6 a até 14 horas de literalmente “bunda na cadeira” de concentração absoluta, em muitas vezes, entre uma rotina de trabalho e demais necessidades da vida cotidiana…

Mais intrigante ainda é entender as que que passaram no mínimo 4 anos estudando disciplinas de cursos como arquitetura, nutrição, fisioterapia, engenharia, para ao final, abandonarem tudo e mudarem completamente a rota de suas carreiras e suas vidas…

Após refletir, eu preferi acreditar que apenas as dificuldades de se estabelecer ou se encontrar na carreira almejada não seriam suficientes para persuadir tantas pessoas a mudarem totalmente a direção dos seus rumos e objetivos profissionais.

No entanto, aprofundando essas reflexões cheguei a uma determinada conclusão.

Sim, realmente a jornada para o ingresso no serviço público é extremamente atrativa para qualquer um.

E eu vou te mostrar por que…

Primeiro, os concursos te mostram onde está uma coisa que você deseja muito, muito mesmo, uma espécie de prêmio, que seria nada mais nada menos que uma colocação profissional muito bem remunerada.

E mais, ele te diz que além deste prêmio principal, junto, vem um universo de bônus ou vantagens extremamente atrativas, como a vitaliciedade do “prêmio”, férias remuneradas, 13º salário, um abastado vale alimentação, plano de saúde para você e toda sua família, auxílio creche, um plano de carreira bem definido, aposentadoria integral e ainda de quebra um ambiente de trabalho tranquilo e confortável.

Uau! Quem não sonharia isso para si?

Porém, voltemos os nossos pés ao chão. E perguntamo-nos:

“O que eu preciso fazer para que eu possa ter todas essas benesses em minha vida?”

Resposta: Estudar!

Olha que maravilha, você só precisa continuar a fazer algo que você já fez e foi preparado a sua vida inteira para fazer:

Estudar para obter um bom desempenho em uma avaliação de múltipla escolha.

Show! Mas, pera lá! Estudar exatamente o que?

Aí eu te digo que além de tudo, ainda te é disponibilizado um mapa (edital) que descreve e pontua cada detalhe de conhecimento que você deva adquirir, treinar e decorar para que em um momento lá na frente você bote a prova tudo o que você leu e aprendeu.

Ou seja, você tem o caminho das pedras literalmente traçado para você trilhar, e o melhor, você percebe que só depende exclusivamente de você para alcançar aquele sonhado “prêmio” descrito acima.

Não depende de aparição de oportunidade, de resposta de processo seletivo ou indicação de mais ninguém para conseguir a tão almejada colocação profissional bem remunerada.

Você precisa simplesmente se dedicar aos estudos e ainda, se for o caso, existe um mundo de pessoas e empresas especializadas oferecendo ajuda e suporte com teoria, exercícios e técnicas de estudo e de realização de provas em toda a sua caminhada preparatória.

Tudo lindo e maravilhoso, né?!

Você que estava perdido se sente empoderado e capaz de, por conta própria, finalmente alcançar tudo o que tanto sonhou.

Entra de cabeça nesse mundo, direciona um esforço descomunal como nunca fez em toda sua vida para estudar e destrinchar cada detalhe do conteúdo especificado por esse edital e melhor, se mantém persistente nisso por anos e anos até de fato “chegar lá”.

Yes! Sucesso!

Parabéns, você acabou de ativar o seu “modo concurseiro”.

Conseguiu aplicar por um longo prazo um alto nível de dedicação e produtividade que o fez superar todos os seus limites, preguiças e procrastinações e de fato executar tudo o que planejou, ignorando qualquer custo financeiro e de vida para realizar o que realizou e chegar aonde chegou…

Resumo da ópera:

Você recebe a faca, o queijo, a tábua de corte e as pessoas ainda te ajudam a segurar o queijo para que ele não escorregue.

O ambiente perfeito para alcançar resultados extraordinários, não é?

É!

Mas como tudo na vida, nada é tão fácil quanto parece, há de haver muita luta e só os persistentes prevalecem, principalmente e infelizmente por que tudo isso é apresentado e disponibilizado para tudo e para todos.

Logo, é de se notar que o nível de concorrência é extremamente alto e como em qualquer outra carreira, o buraco também é bem, bem mais em baixo.

Se conselho fosse bom…

Porém aí vai o meu!

Se você não tem a carreira pública como propósito de vida, esse caminho aparentemente claro e seguro, pode se transformar na verdade em uma enorme perda de tempo (para os não bem sucedidos), ao pensar que você poderia estar se dedicando a algo em que você realmente acredita e que de fato poderia vir a te realizar e fazer feliz.

Ou em uma grande frustração futura (para os bem sucedidos), onde perceberão apenas anos a frente que apesar de obterem a sonhada estabilidade financeira, se sentirão profissionalmente medíocres e “desrealizados”.

Enfim, que cada um faça as suas reflexões…

  • O grande comediante Murilo Gun, imprimiu toda a sua criatividade em uma incontestável análise sobre o modo concurseiro e o mundo dos concursos públicos, que foi intitulado como: “Quando não fazer concurso público?” Vale a pena a escuta! (Áudio – Podcast)

Moral da história

Imagine que você decida aplicar esse foco em outras áreas da sua vida, como por exemplo a descobrir e desenvolver o seu propósito de vida e a sua causa a ser abraçada?

Imagine que você consiga aplicar esse nível de dedicação para se desenvolver na profissão em que você realmente ama e acredita, a realizar um trabalho que impacte positivamente a vida das pessoas e que de quebra, você seja reconhecido e extremamente agradecido por isso?

Imagine estudar e se especializar em assuntos em que você realmente tenha interesse, empatia e prazer ao se aprofundar?

Imagine aplicar esse nível de disciplina e produtividade para ganhar mercado, construir a sua comunidade (clientela), se relacionar e gerar valor para ela e naturalmente crescer e elevar a sua carreira para onde sempre sonhou?

Imagine ter uma vida financeiramente plena, estável e flexível, focada 100% na sua qualidade de vida?

Imagine ter um caminho traçado para perseguir e saber exatamente em o que se dedicar para alcançar esses resultados?

Imaginou? Seria incrível né?

Agora chega de imaginar e entenda que é totalmente possível alcançar tudo isso que você almeja exercendo a sua profissão de formação e realizando o que você ama.

É simples.

Apenas experimente aplicar todo esse esforço do “modo concurseiro” em outras outras áreas da sua vida, principalmente aquelas que fazem mais sentido para você…

E claro, continue acompanhando os nossos conteúdos para descobrir como literalmente construir e elevar a sua carreira para o nível que você sempre sonhou…

Te garanto que alguma coisa muito, mas muito boa vai sair daí, pode acreditar.

Acompanhe-nos de perto!

Coisas boas virão!

Um grande abraço!

Vamos além? Inscreva-se e receba conteúdos exclusivos sobre como utilizar o Marketing de conteúdo para atrair e conquistar os seus primeiros clientes!

Insira o seu e-mail abaixo e receba atualizações EXCLUSIVAS sobre Marketing de conteúdo para profissionais liberais em início de de carreira>